A comoção de “Argentina, 1985”

O filme argentino que conquistou todas as bilheterias.

O que torna um filme único? Os atores? A produção? O cenário? Ou a urgência em contar para a audiência a história real que mudou a vida de milhares de pessoas?

Argentina, 1985 (2022) tem tudo o que citamos anteriormente e muito mais. Ambientado em 1985, esta produção narra os fatos reais de  Julio Strassera, Luis Moreno Ocampo e sua equipe de advogados na batalha contra o improvável: processar a ditadura militar mais violenta da história da Argentina e seus crimes contra a humanidade, trazendo justiça às suas vítimas. Estrelado por Ricardo Darín e Peter Lanzani, com direção de Santiago Mitre, o filme aposta todas as suas fichas para ser o centro das bilheterias ao redor do mundo.

Argentina, 1985 foi apresentado no Festival Internacional de Cinema de Veneza, onde recebeu aplausos de admiração durante nove minutos e ganhou o Prémio da Crítica de melhor filme. Além disso, foi exibido no Festival de San Sebastián, onde ganhou o Prêmio da Audiência com a maior pontuação da história. E, se tudo der certo, o filme irá representar a Argentina no Oscar 2023. Nada mal, não é?

A produção de Argentina, 1985 no Festival de Veneza.
A produção de Argentina, 1985 no Festival de Veneza

Temos que levar em consideração que o filme retrata a única instância em que um sistema judiciário público processou o antigo governo do seu próprio país em tal escala. Fato que incentivou outros a fazerem o mesmo. O roteiro é pesado, sem dúvidas alguma. Mas consegue ter momentos de alívio cômico, surpreendendo a audiência com seu humor, tornando tudo mais leve. Ainda há grandes chances de você terminar o filme com o coração partido, principalmente ao ver os testemunhos das vítimas, suas dolorosas histórias e o emocionante discurso final de Strassera.

Apropriação de Hollywood?

Imagens dos filmes Evita (1996), Vivos (1993) e Os 33 (2015).

Dos anos 60 até os anos 80, diversos países da América Latina estavam sob ditaduras militares. E, como sabemos, a indústria cinematográfica sabe como lucrar ao retratar histórias reais e cruéis. Por isso, ao longo dos anos, foram produzidos filmes que contam a história da Argentina, Bolívia, Chile, Uruguai, Colômbia, Nicarágua, El Salvador e muitos outros, na esperança de relatar a vida das pessoas durante essa época e como estes governos realmente funcionavam.

No entanto, a verdade é que na maioria das vezes a indústria falhou em narrar algo 100% verdadeiro  e preciso. Por que? Porque eles usavam atores, roteiristas e cenários estadunidenses, que podem chegar a conhecer a história, mas não é a mesma coisa, como é o caso de Evita (1996), Vivos (1993) e Os 33 (2015). Para um latino-americano ver um estrangeiro representando algo pelo qual o seu país sofreu, não é a melhor das experiências. Apesar de existir um sentimento de gratidão por ter sua história contada e vista pelo mundo todo através dos diversos serviços de streaming que temos hoje em dia, sempre fica um sentimento agridoce. Afinal, tudo depende de quem estamos falando, as emoções são intensas. Vamos deixar em 50/50, o que acha?

Argentina, 1985 estreia no Amazon Prime Video no dia 21 de Outubro. Um conselho, veja até o fim dos créditos, assim você verá as imagens reais do julgamento. A curiosidade aguçou? Siga nosso Instagram e fique de olho nos últimos lançamentos e informações das suas celebridades favoritas! Pero antes de irte, muéstranos un poco de amor y déjanos un comentario con lo que te gustaría ver en nuestro blog.

Etiquetas

Lo último

0Comment

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *