The Last Days of American Crime

 

The Last Days of American Crime

 

MFC Resenha

 


A ação toma conta da tela em The Last Days of American Crime (2020), o novo filme da Netflix dirigido por Olivier Megaton e estrelado por Édgar Ramírez, Anna Brewster e Michael Pitt. O filme é uma adaptação dos quadrinhos de mesmo nome criados por Rick Remender e Greg Tocchini.

 

O filme conta a história de Graham Bricke (Ramírez), quem junto de Shelby Dupree (Brewster) e Kevin Cash (Pitt), pretende cometer o último crime da história dos Estados Unidos, onde em breve será transmitido um sinal que irá paralisar o cérebro dos cidadãos que cometerem atos ilegais.

 

Veja aqui a nossa resenha de “Bloodshot”

 

The Last Days of American Crime tem uma premissa interessante, apresentando uma realidade em que os seus habitantes em breve serão limitados quanto as suas possibilidades de decidir livremente. Infelizmente, apesar de ter uma proposta interessante, o filme não foca em explorar esses temas, mas se concentra nas histórias dos três personagens principais, que não são particularmente interessantes.

 

A edição do filme é desleixada e frenética, em uma tentativa de gerar uma sensação de tensão que não existe na história. O enredo é resumido em longas cenas de ação que oferecem pouco ou nenhum desenvolvimento dos personagens, e são duas horas e meia de duração que resultam em uma experiência vazia e entediante.

 

Apesar do filme ter recebido críticas negativas para o contexto do seu lançamento e pelas exibições sérias da brutalidade policial incluídas nele, foi o filme mais assistido da Netflix na sua semana de lançamentos. Ainda assim, The Last Days of American Crime não é um dos melhores filmes que a plataforma tem a oferecer.

 

 

Veja aqui a nossa resenha de  “Resgate”

 

 

Pode deixar seu comentário aqui:

Deje su respuesta

Seu email não será publicado. Campos requeridos marcados *