Brinquedo assassino

 

MFC Resenha

 


 

Brinquedo Assassino (2019) é o oitavo filme do Chucky e marca o reinício de uma franquia clássica de terror.

 

Dirigida por Lars Klevberg e estrelado por Gabriel Bateman, Aubrey Plaza e Mark Hamill como a voz do Chucky, o filme é a nova versão do conceito original, porém sem a participação do criador da franquia, Don Mancini.

 

Diferente dos sete filmes que compõem a saga original, em que Chucky era possuído por um espírito assassino, esta versão o mostra como um boneco eletrônico defeituoso.

 

A relação entre mãe e filho dos personagens de Aubrey Plaza e Gabriel Bateman é ultrapassada, porém útil, e a interpretação de Mark Hamill é, sem dúvidas, o melhor aspecto do filme. Apesar de não ser um filme memorável, Brinquedo Assassino parece um retorno do personagem à suas origens: um filme que não se leva tão a sério e faz a audiência desfrutar de um bom e clássico filme slasher.

 

Embora não esteja envolvido nesta nova entrega, o criador do Chucky, Don Mancini, confirmou estar desenvolvendo uma série sobre o personagem em que irá expandir a história desenvolvida no princípio de Brinquedo Assassino (1988) até O Culto de Chucky (2017).

 

 

Saiba mais sobre os subgêneros do cinema de terror aqui

 

 

 

Pode deixar seu comentário aqui:

Deje su respuesta

Seu email não será publicado. Campos requeridos marcados *