Jojo Rabbit

 

Jojo Rabbit

 

MFC Resenha

 


Taika Waititi, diretor de filmes de sucesso como O Que Fazemos Nas Sombras (2014) e Thor: Ragnarok (2017), tira sarro dos nazistas em Jojo Rabbit, uma sátira dramática que busca combater o ódio com humor.

 

Jojo Rabbit é um filme de drama e humor negro escrito e dirigido por Taika Waititi, com o roteiro baseado no livro O Céu que nos oprime de Christine Leunens. Estrelando Roman Griffin Davis, Scarlett Johansson e o próprio Taika Waititi no papel de Adolf Hitler, o filme conta a história de Jojo Betzler, um garoto alemão de 10 anos de idade membro da Juventude Hitlerista e que nutre uma profunda admiração por Hitler e seus valores ideológicos, mas que logo passa a questionar suas próprias crenças.

 

Os delicados temas do filme tornaram sua produção uma grande controvérsia, entretanto além de buscar satirizar o Partido Socialista Nacionalista e sua ideia de superioridade racial, Jojo Rabbit trata de assuntos profundamente éticos e morais. O filme retrata um dos períodos mais obscuros da história mundial através da perspectiva de uma criança, explorando características de dogmatismo e outros conflitos pessoais, tal como o autodescobrimento, o peso de nossas crenças e o desenvolvimento da própria identidade.

 

O filme foi lançado no Festival Internacional de Cinema de Toronto em 8 de setembro de 2019, e ganhou o maior prêmio da noite, o Grolsch People’s Choice Award. Além disso, Jojo Rabbit foi indicado para diversas categorias do Oscar, como Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Produção de Design, Melhor Design de Figurino, Melhor Edição e Melhor Atriz Coadjuvante para Scarlett Johansson, que também foi indicada para Melhor Atriz por sua performance em História de um casamento (2019).

 

 

Saiba quais foram Os Melhores Filmes de 2019 aqui

 

 

 

Pode deixar seu comentário aqui:

Deje su respuesta

Seu email não será publicado. Campos requeridos marcados *